segunda-feira, 30 de julho de 2012


Desabafo.

23 visitinhas:

  1. amiga mesma situação, acho que vou parar com 1 mesmo rs. bjs

    ResponderExcluir
  2. Dri amiga.... Vou dar o meu depoimento sem querer ofender ou desrespeitar nenhum ponto de vista. Eu sou filha única. Nunca me senti sozinha porque convivi muito com meus primos que eram da mesma idade que eu, mas com o passar do tempo eu comecei a perceber que se eu perdesse meu pai e minha mãe eu não teria uma compania para desabafar, para poder ligar ou até mesmo contar com a colaboração. Não posso reclamar da vida que eu tive, mas acho que é muito mais prazeroso um café na casa de um irmão que estudar na melhor escola, usar a melhor roupa ou fazer a melhor viagem.
    A decisão de ter mais um filho é totalmente individual. Eu tenho um lema que é muito melhor dividir para dois que dar tudo para um. Pode ser que minhas filhas nem sejam amigas, como eu gostaria que fossem, mas eu vou fazer de tudo para que elas sejam companheiras uma da outra.
    Você se imagina sem seus irmãos?
    Desculpe o desabafo e por favor não se ofenda com meu comentário. Essa é a minha experiência de vida. Mas você tem que fazer o que seu coração mandar...

    Bjossssssssss
    Carol

    ResponderExcluir
  3. Dri, nada como escutar o coração!!!

    Beijos e tranquilidade!!!

    Lívia.

    ResponderExcluir
  4. Penso sempre no que me é possível.... O que é possível? Você e seu coração no comando! BeijoBeijo. Andrea e Lara. http://coisas-da-lara.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. É uma coisa muito de se pensar mesmo Adri, vejo que um já da gastos altíssimo imagine dois.
    Sonhei muito em ter filhos, tive e hoje vejo que não é só cuidar e pronto, tenho que rever mais meus conceitos.

    quem sabe outro só quando Luiz tiver uns 4, 5 anos.

    beijos

    ResponderExcluir
  6. é difícil mesmo! Sempre falei que nao quero que meu filho seja "filho único". Mas os custos sao altos...

    Mas com calma e sabedoria faremos a escolha certa!

    http://surpresademae.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Eu também estou na mesma situação!
    Tenho sonhos para a Manu, quero dar o melhor pra ela! Hoje ela estuda em uma das melhores escolas da cidade, se tivesse mais um filho, não sei se seria possível manter os dois lá. Por isso, prefiro ficar só com ela do que colocá-la em uma outra escola, ou esperar até que tenha condições de manter dois filhos lá...
    Claro que os filhos terão seus próprios sonhos e objetivos... mas cabe a nós proporciona-los as oportunidades... é a minha opinião!!!

    Bjs e calma... o tempo ajeita tudo! hehehe

    ResponderExcluir
  8. Se está em dúvida, é melhor esperar, Drih!!
    Eu tbm quero dar um irmãozinho pro Miguel, mas daqui uns 5 anos e ainda terei que avaliar a situação R$ porque hoje em dia não tá fácil não.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Oi Adri!
    Cada uma de nós tem uma experiência de vida. Cada uma sabe o que é melhor pra si e pra sua família. Por isso pense bem e peça pra Deus ajudá-la nessa decisão.
    Um beijo enorme da Equipe Recanto.

    ResponderExcluir
  10. Oii querida :)
    Entendo a sua situação, só o tempo saberá.
    Ah e tenho adorado as fotos com frases que tem colocado no face, e essa então...amei *O*

    ResponderExcluir
  11. Estou na mesma situação, Adriana. Sempre quis ter mais de um filho, na verdade queria 3.
    Tive a Catarina e a pouco tempo perdi um com 10 semanas de gestação... queria muito esse segundo bebê. Foi planejado e desejado como a Catarina, mas não era para ser.
    Hoje estou na dúvida se quero ou não. Bem provável que pelo trauma da perda e o pós que foi péssimo.
    Penso nas vantagens de se ter um filho só, mas existem desvantagens também. Poder oferecer tudo de material para um filho as vezes não é o mais importante... sei lá, estou na mesma dúvida que você.
    Acho que o mais importante é ouvir o coração.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Estou na mesma amiga...quando vejo Theo brincando sozinho e sem primos por perto, penso que ele será muito só, e não acho isso legal. Em compensação, nossos gastos aumentaram muito depois dele, e olha que ele tem 1 ano e nem está em idade escolar...Enfim, minha eterna dúvida...
    Bjão!

    ResponderExcluir
  13. amiga axo q tem tempo para o tempo, o q tiver q ser será! com certeza o theo tera do bom e do melhor vc possa oferecer para ele e isso é o mais importante, e o tempo dirá como as coisas devem ser^^ bjsss

    ResponderExcluir
  14. oi Dri, primeiro quero dizer que o blog está lindo demais... preciso de umas aulas... ;)
    Então vc é tentante??
    bjo

    ResponderExcluir
  15. Eu ate agora estou decidida que Raul nao tera irmão, mas quem sabe o tempo muda neh

    ResponderExcluir
  16. Mas eu não podia deixar de dar pitaco, kkkkkkk

    tenta, tenta, tenta, tenta!!!!!!!!

    amiga, vou te falar a real!não é brinquedo não viu!
    custa caro sim!
    as vezes dá vontade de fugir de casa sim!
    você cansa muito sim!
    eles fazem muiiiiiiiiiiiita bagunça (se vc deixar, e eu deixo, kkkkk) sim!
    dá medão do futuro sim!

    Mas........

    Não vamos durar pra sempre!
    E com um maninho ou maninha, ou até mesmo os dois, ele nunca estará sozinho!
    Pelo menos é o que eu penso!

    bju, te amo!!!!!!!

    ResponderExcluir
  17. Oi Adri, eu estava com essa dúvida também, mas já tomei minha decisão, quero que o Arthur tenha um irmão ou irmã, tirei o meu DIU na minha última menstruação, vamos ver se o papai do céu vai nos abençoar.

    Fiquei por um tempo com essas dúvidas que você mencionou, e meu coração me disse para eu me entregar.

    Bjão pra vcs.

    ResponderExcluir
  18. Oi Dri, eu sei que a gente sempre pensa no material para os nossos filhos, mas acho que ter um irmão é importante para se ter melhores valores de familia e união, o que infelizmente tem se perdido nas familias ultimamente.
    beijos
    maede4princesas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Amiga, se formos analisar por tudo que viemos hoje não teria, mas pelo lado do amor, o carinho as sensações, aquele sentimento único, por mais que seja outra gravidez, mas é único pois são momentos diferentes e especiais a cada ser que geramos, TENTA, TENTA. Beijoss

    ResponderExcluir
  20. Olá, passei pra conhecer o blog, mas já vou deixando meu pitaco. hahahaha
    Acho que os gastos são muitos sim, o trabalho tbm! mas, acredito que as recompensas são maiores!
    Eu falo isso pq meu marido é filho único, os pais já estão com idade avançando e ele SEMPRE diz que gostaria muito de ter, ao menos, um irmaõ pra compartilharem e dividirem. Tu-do!

    Mas a verdade, é que só teu coração vai saber essa responsta.

    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Dri, eu tbm resolvi passar por aqui e deixar meu pitaquinho.
    Venho pensado nisso tbm... Eu pensava em ficar com a Mari, mas esses dias tenho ficado muito ao lado dos meus irmãos e parei pra pensar: Que bom que eu tenho eles na minha vida, como é bom relembrar o passado, ter com quem contar no presente, fazer almoços de família no futuro. Eu sou a mais velha e dou conselhos, puxo orelha, sou o ombro amigo dos desabafos do caçula. Mas sou a única menina então sou mimada pelos dois rapagões.
    E pensei na Mari, poxa como será não ter isso?
    Por mais que eu poderei dar mais do material pra ela, mas será que isso é o suficiente? FAMÍLIA... É um bem precioso, acho que deixar isso de herança vale um sacrifício.
    Não penso isso para agora, pretendo dá um espaço de 3 à 4 anos, mas como o tempo voa, então já estamos conversando a respeito, mas dúvida sempre há!
    Ouça seu coração amiga, e tudo vai dá certo!
    Eu fiquei com dúvida quando vc pôs no final "VOU TENTAR..." é pq vc vai tentar ser mamãe de novo?
    Bjão!

    ResponderExcluir
  22. Verdade Adriana, vivo fazendo esses questionamentos e me perguntando!
    O tempo ajuda!
    Bjs

    ResponderExcluir
  23. OI Adriana, parabéns por estar no Top Five do Recanto. Esse post foi muito merecedor.
    beijos
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Obrigada por compartilhar sua opinião. Em breve retorno sua visita. Beijos Adri & Theo