quarta-feira, 27 de junho de 2012


A transformação do Pai.

16 visitinhas:

  1. aqui em casa está sendo igualzinho...o pai acho que por ter sido pai a primeira vez depois dos 50 anos,demorou a cair a ficha,mas agora o bebe com 11 meses eles estão interagindo mais.
    Parabéns adoro ler suas matérias!bjo

    ResponderExcluir
  2. A participação do pai é fundamental para nos ajudar e para principalmente estreitar os laços de amor entre pai e filho.
    beijos
    maede4princesas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Bom, aqui em casa é igual mas um pouco diferente... dividimos as tarefas desde o início: eu parei de trabalhar e cuido da Lara. Ele trabalha e me ajuda com a Lara. É fofo, reconhece meu esforço e sempre diz: "eu ganho dinheiro, a Andrea que trabalha".... A-M-O. BeijoBeijo. Andrea e Lara. http://coisas-da-lara.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Por aqui não demorou muito não, na verdade o sonho do papai por aqui foi ser mãe de menina... E assim foi rs.
    Comigo é igual a Andrea(mãe da Laura): Dividimos as tarefas desde do começo. Hoje em dia eu trabalho fora e ele trabalha em casa e olha ela.
    Beijos!
    Lilia

    ResponderExcluir
  5. a gente também demora a entender que o time deles é outro, né... mas acho que no fim, quase em todos os lares acontece a mesma coisa...

    beijos!

    Mariáh
    http://cartasaomeubebe.com/

    ResponderExcluir
  6. Amiga aki foi o contrário, da minha filha mais velha o pai não caiu a ficha até hj, ela vai fazer 18 anos, quem sabe um dia!
    Porém o pai da mais nova que tem doze, meu marido a 13 anos, não me deixou fazer nada, ele que levantava a noite, trocava as fraldas, dava banho fazia papinha, dava a papinha e todo o resto, fiquei totalmente de coadjuvante na história, rsrsr, o que faltou de um sobrou no outro! rrs bjoooosss

    ResponderExcluir
  7. Oi Adriana! Sempre importante falar sobre isso né? Quanto casamento acaba porque não aprendemos a respeitar o tempo de outro? E isso vale para os dois lados, porque enquanto nós mães temos que esperar esse clique na cabeça dos papais, eles também têm que esperar a mãe voltar a ser mulher, a querer alguma vida além das mamadas, golfadas e trocas de fralda. Teria sido mais fácil se eu soubesse disso antes... bjks

    ResponderExcluir
  8. é bem por ai mesmo viu! Por aqui até que tive sorte, nos primeiros meses o papai aqui me ajudo e muito eu nem precisa pedir e ele já estava lá, querendo ajudar =)
    Mas agora muitas vezes eu preciso mandar hahaha

    Beijão

    ResponderExcluir
  9. Aqui também foi diferente e surpreendente rss... Com 2 meses flagrei o pai trocando a fraldas sozinho e não pediu sequer ajuda, eu fiquei surpresa e muito orgulhosa. Ele é um pai muito babão é tão coruja que estraga a cria rss... Estou tendo problemas por conta disso... Arthur acha que pode fazer tudo quando o pai está presente e se é contrariado faz muita birra.

    Acho que cada pai tem seu tempo...

    Beijos em vocês!

    ResponderExcluir
  10. OI minha linda adorei teu blog
    tudo muito lindo por aqui
    adorei o post, já estou te seguindo e te convido
    a conhecer meu cantinho tmb

    venha ver o post que eu fiz sobre Maxi colares é um encanto aproveite para conhecer a loja da Dani é tudo de bom...vai adorar bjos
    http://www.cantinhodaquesia.blogspot.com.br/

    sorteio tmb vem
    http://www.cantinhodaquesia.blogspot.com.br/2012/06/sorteio-com-guria-chic.html

    ResponderExcluir
  11. Os pais noruegueses sao tao presentes que dar gosto... Colaboram com tudo, dao banho, arrumam a casa, passeiam com as criancas... Nossos homens do Brasil, são muitos mal criados, vamos mudar nossa geracao... Eu quero que o Bruno cresca entendendo que os direitos sao iguais e que todos participam, mas no seu caso ainda bem que seu esposo te ajuda as vezes, porque tem gente que nao conta com a ajuda nunca. bjs

    ResponderExcluir
  12. É bem assim mesmo!!! Em casa foi meio parecido. Mesmo meu marido sempre sendo um pai maravilhoso e super prestativo, agora que a coisas anda fluindo em casa.

    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Dri, não preciso nem dizer que aqui em casa foi a mesma história!!! Adorei o post...

    ResponderExcluir
  14. Comigo foi bem assim, viu?! A ficha parece que não ia cair jamais!! Mas, um belo dia aconteceu!! E hoje vejo pai e filho cúmplices e muito apaixonados um pelo outro! E com isso, a ajuda veio naturalmente...

    ResponderExcluir
  15. eu sou muito sortuda ; ele fez o Pai do primeiro dia de vida das crianças.
    seguindo !!!!!!!http://muitomaisquemoda.blogspot.it/!

    ResponderExcluir
  16. Vc conto exatamente minha historia meu bebe tem 3 meses e espero que meu marido nao demore para descobrir isso tbm ''/

    ResponderExcluir

Obrigada por compartilhar sua opinião. Em breve retorno sua visita. Beijos Adri & Theo